O câncer é uma doença caracterizada pela divisão e multiplicação celular descontrolada - Medpedia

Revolucionar o futuro é a nossa essência

Centrada na saúde integral do paciente, a Daiichi Sankyo dedica-se à criação e fornecimento de produtos farmacêuticos e serviços, a fim de contribuir para aumentar a expectativa e a qualidade de vida das pessoas com tratamentos voltados a diversas especialidades médicas – como oncologia, psiquiatria, cardiologia e “frontier”.

Com origem corporativa japonesa e presente em 20 países, a Daiichi Sankyo considera a Pesquisa e Desenvolvimento o motor para a inovação e solução de problemas na área da saúde, a fim de criar tratamentos significativos para os pacientes nos mais altos padrões de excelência e qualidade.

O câncer é uma doença caracterizada pela divisão e multiplicação celular descontrolada.1 4

O corpo humano contém dezenas de trilhões de células, que se dividem e se multiplicam continuamente para manter uma condição saudável. Devido à mutação genética e outras causas, no entanto, as células podem perder o controle sobre esse processo de divisão e multiplicação e, como consequência, gerar um tumor (o tumor é um grupo de células que surge por meio de multiplicação celular anormal). Se o tumor está simplesmente crescendo, é não canceroso ou “benigno”. Por outro lado, alguns tumores podem se espalhar para tecidos próximos em um processo denominado “infiltração” ou viajar através do sangue para órgãos totalmente diferentes em um processo denominado “metástase”. Esses tumores são cancerosos ou “malignos”.1,4

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2020 cerca de 19 milhões de pessoas em todo o mundo foram diagnosticadas com câncer e cerca de 9,9 milhões morreram da doença2. Cânceres de pulmão, órgãos digestivos (estômago, colorretal e fígado) são mais comuns, afetando homens e mulheres, enquanto o câncer de mama e cervical são naturalmente prevalentes entre as mulheres.2-4

Na grande maioria dos casos, o câncer se espalha por todo o corpo se não for tratado. Por esse motivo, a detecção e o tratamento rápidos do câncer são essenciais. Embora o câncer possa persistir, mesmo se uma intervenção oportuna for bem-sucedida, ele nunca deve ser uma doença intratável. Hoje, a abordagem convencional para o tratamento do câncer é multidisciplinar, combinando múltiplas terapias para criar uma abordagem mais eficaz.¹

 

Pesquisa e desenvolvimento contínuos levam à evolução das opções de tratamento

Um dos principais tratamentos do câncer ainda é a terapia local, que é aquela aplicada apenas ao tumor original e às metástases, incluindo o tratamento cirúrgico, no qual as áreas cancerosas são removidas, e a radioterapia, na qual as células cancerosas são mortas com raios-X. O outro tipo principal de terapia do câncer é a terapia sistêmica, incluindo a quimioterapia, na qual os agentes anticâncer são introduzidos no corpo por via oral, por meio de injeção ou por via intravenosa. Uma vez que esses agentes viajam por todo o corpo através do sangue, eles podem atingir pequenas bolsas de câncer metastático que são impossíveis de eliminar por meio da cirurgia.4

Como a quimioterapia também afeta as células saudáveis, ela pode impedir a função renal e hepática e causar efeitos colaterais desagradáveis, como queda de cabelo, náuseas e fadiga. Nos últimos anos, e para minimizar a carga sobre os pacientes causada por reações adversas, os pesquisadores têm se concentrado no desenvolvimento de agentes direcionados molecularmente, conhecidos como “terapias-alvo”, que afetam apenas as células cancerosas.4

Entre 1991 e 2017, apenas nos EUA, cerca de 2,9 milhões de mortes causadas por câncer foram evitadas graças também a medicamentos inovadores.6

Figura 1. Taxa de sobrevida em 5 anos por tipos de câncer.

Movida pelo compromisso e pela paixão de desenvolver soluções inovadoras e viabilizar um novo horizonte em oncologia, a DS tem se dedicado à pesquisa e desenvolvimento de novos medicamentos, baseada em tecnologia personalizada, respaldada pelos conceitos da oncologia de precisão, com o objetivo de atender as principais necessidades não atendidas do paciente oncológico.

 

REFERÊNCIAS
  1. Hanahan D, Weinberg RA. Hallmarks of cancer: the next generation. Cell. 2011 Mar 4;144(5):646-74
  2. http://gco.iarc.fr/today/fact-sheets-cancers
  3. https://www.cancerresearchuk.org/health-professional/cancer-statistics/incidence/common-cancers-compared#heading-Two
  4. https://www.daiichisankyo.com/our_stories/detail/index_4079.html
  5. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6359697/
  6. https://www.cancer.org/content/dam/cancer-org/research/cancer-facts-and-statistics/annual-cancer-facts-and-figures/2020/cancer-facts-and-figures-2020.pdf
  7. https://www.vereniginginnovatievegeneesmiddelen.nl/publicaties/medicines-monitor-2021
  8. https://dsi.com/documents/364091/11622345/BCAM+for+dsi.com.pdf/0117db9f-cbc0-51aa-5630-26af1c0edb36

Alterações nos Termos de Uso

Os termos de uso do Medpedia foram alterados. Você pode aceitar ou recusar através do centro de preferências ou através dos botões abaixo. Para continuar utilizando o MedPedia você precisa concordar com os novos termos de uso.